ADVOCACIA
FELIPPE E ISFER
ADVOCACIA
FELIPPE E ISFER
EQUIPE SERVIÇOS FALÊNCIAS E
REC. JUDICIAIS
CONTATOS

EQUIPE AFI

ADVOGADOS

  • EDSON ISFER
  • LUIZ DANIEL FELIPPE
  • ARTHUR SANDRO GOLOMBIESKI FERREIRA
  • CRISTIANE PORTUGAL
  • GUILHERME DE ALMEIDA RIBEIRO
  • HENRIQUE ROTH ISFER
  • JULIANA BITTENCOURT DE ARAÚJO
  • MARIA FERNANDA MOUCHBAHANI PERALTA
  • MAYARA ROTH ISFER OSNA
  • SHEILA ISFER R. HIDALGO

SERVIÇOS AFI

  • ÁREA
    EMPRESARIAL
  • ÁREA
    CÍVEL
  • ÁREA
    TRIBUTÁRIA
  • ÁREA
    ADMINISTRATIVA E CONSTITUCIONAL

ADVOCACIA FELIPPE E ISFER

A Advocacia Felippe e Isfer (OAB/PR nº 200), é um escritório resultante de mais de três décadas de atuação profissional de seus sócios no mercado paranaense e brasileiro.

Tendo concluído o bacharelado em direito em 1983, Daniel Felippe e Edson Isfer seguiram caminhos profissionais distintos.

Isfer trilhou a advocacia privada, bem como passou a lecionar já em 1996.Especialista e mestre pela PUC/SP e doutor pela UFPR – onde leciona até os presentes dias – atua especialmente na área de direito empresarial.

Daniel Felippe, optando por conhecer o Poder Judiciário, assessorou alguns Juízes de segunda instância, além de dirigir a Procuradoria de Assistência Judiciária do Estado do Paraná. Seguindo sua vocação processualística, especializou-se em direito processual, passando a atuar na advocacia privada.

Em 2014, após alteração societária, o escritório assumiu a sua presente estrutura, tornando-se a Advocacia Felippe e Isfer.

Hoje, com equipe altamente especializada na tecnologia jurídica, o escritório tem se notabilizado no atendimento de sociedades empresárias, órgãos e entidades da Administração Pública, além de Associações e Fundações privadas, seja na atividade preventiva, seja no contencioso.













FILIAÇÃO AFI

O Escritório é filiado aos seguintes Institutos e Câmaras::

INSTITUTO BRASILEIRO DE DIREITO ADMINISTRATIVO
INSTITUTO DE ESTUDOS AMBIENTAIS
INSTITUTO BRASILEIRO DE DIREITO CONSTITUCIONAL
INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS JURÍDICOS
INSTITUTO BRASILEIRO DE ESTUDOS tributários
ARBITAC - CÂMARA DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM
CAMFIEP - CÂMARA DE ARBITRAGEM E MEDIAÇÃO DA FIEP
INSTITUTO DE DIREITO DE RECUPERAÇÃO EMPRESARIAL

Também tem sócios e associados como membros efetivos do:

CESA - Centro de Estudos de Sociedade de Advogados
À CAMARA AMERICANA DE COMÉRCIO DE SÃO PAULO
À ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO ESTADO DO PARANÁ










CLIENTES AFI

A ADVOCACIA FELIPPE E ISFER presta ou já prestou serviços para pessoas jurídicas de direito
privado e de direito público, com e sem finalidade lucrativa,
nacional e internacional, a exemplo das mencionadas a seguir:

Allgrain Projetos e Construtora de Obras Ltda.
Banco Mundial e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento
Berneck Aglomerados S/A
Bueno Engenharia e Construção Ltda.
Clínica Los Angeles
Construtora Itaú Ltda.
Dom Bosco
Ebrave – Empresa Brasileira de Adm. e Venda Imobiliária Ltda.
Empo – Emp. Curitibana de Saneamento e Construção Ltda.
Empresa Construtora Brasil S.A.
Empresas Grupo Zugman
Faculdades SPEI e Educarte
Grupo de Ensino Positivo
H. Campos & Cia. Ltda.
H. Franck Construção Civil Ltda.
Instituto Brasileiro de Defesa da Cidadania
Instituto de Águas do Estado do Paraná
Instituto de Desenvolvimento Corporativo do Paraná - IPDEC
Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento - LACTEC
Ivaí Engenharia de Obras Ltda.
Ministério da Educação
Ministério do Meio Ambiente
OPET - Organização Paranaense de Ensino Técnico Ltda.
Orual Administradora de Bens e Empreendimentos Ltda.
Ouro Fino
Pedra Branca Escavações Ltda.
Perfipar S.A. Manufaturados de Aço
Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia do Paraná
Sinapro – Sindicato das agências de Propaganda
SPVS - Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental
Strategos Engenharia Informática e Consultoria Ltda.
Tesc Consultoria e Projetos Estruturais S/C Ltda.
THA Empreendimentos Imobiliários
Valentini Construtora de Obras Ltda.
Vega Engenharia Ltda.
VCG Empreendimentos Imobiliários
WWF









AFI - ADMINISTRADORA JUDICIAL

  • CENTRO DE FORMAÇÃO DE CONDUTORES FRANCINY LTDA.
  • INCOL INDUSTRIA DE COMPENSADOS LTDA.
  • M2SYS TECNOLOGIA E SERVIÇOS LTDA.
  • PASTIFÍCIO TORINO LTDA.
  • PEGUSPAM COMÉRCIO DE PRODUTOS DE LIMPEZA LTDA.
  • PROPLÁS INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PLÁSTICOS LTDA.
  • VERA CRISTINA ROSSI DA CUNHA TELLES - GRÁFICA
  • WABASENS DISTRIBUIDORA LTDA. (ENCERRADA)
  • DEXTER LATINA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS QUÍMICOS LTDA.

NOTICIAS AFI

17/11/2021

GOVERNO FEDERAL ANUNCIA QUE PRORROGARÁ A DESONERAÇÃO DA FOLHA POR 2 ANOS

Em cerimônia realizada no dia 11 de novembro de 2021, o Presidente Jair Bolsonaro anunciou que o Governo Federal irá prorrogar por mais 2 anos a desoneração da folha de pagamentos de 17 setores da economia. A desoneração perderia a validade no final deste ano.

A medida possibilita que as empresas substituam a contribuição previdenciária de 20% sobre os salários dos funcionários por uma alíquota de 1% a 4,5% sobre a receita bruta da pessoa jurídica e tem como objetivo a preservação de empregos.

Os setores que se beneficiarão são: calçados, call center, comunicação, confecção/vestuário, construção civil, empresas de construção e obras de infraestrutura, couro, fabricação de veículos e carroçarias, máquinas e equipamentos, proteína animal, têxtil, TI (tecnologia da informação), TIC (tecnologia de comunicação), projeto de circuitos integrados, transporte metroferroviário de passageiros, transporte rodoviário coletivo e transporte rodoviário de cargas.












ARTIGOS AFI

19/11/2021

Post by

ALTERAÇÕES PROMOVIDAS PELA LEI Nº 14.195/2021 E A SUPOSTA EXTINÇÃO DAS EIRELIs

 

Rodrigo Romig Fernandes

 

Resultante da conversão da Medida Provisória nº 1.040/2021, em agosto do corrente ano foi publicada a Lei nº 14.195/2021, que estabeleceu significativas mudanças na senda empresarial e processual.

Dentre as alterações no âmbito do Direito Empresarial, se destacam a automática emissão de alvarás de funcionamento e licenças às atividades econômicas cujo grau de risco seja considerado médio; a possibilidade de o empresário ou pessoa jurídica utilizar o número de inscrição no CNPJ como nome empresarial, o qual será seguido da partícula identificadora do tipo societário ou jurídico quando exigida por lei; a dispensa do reconhecimento de firma nos atos levados para arquivamento nas juntas comerciais; e a possibilidade de as pessoas jurídicas de direito privado realizarem assembleias gerais por meios eletrônicos.

Todavia, a principal mudança diz respeito à suposta extinção das EIRELIs e a transformação das até então existentes em Sociedades Limitadas Unipessoais, independentemente do arquivamento da alteração do contrato social nas Juntas Comerciais.

Para ler na íntegra, acesse o pdf anexo.